Atendendo a uma recomendação feita pelo Nudem (Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher), a Secretaria de Saúde do Paraná voltou a incluir no Plano Estadual/Municipal de Vacinação contra a COVID-19 gestantes e puérperas sem comorbidades.

A decisão da Secretaria de Saúde foi divulgada através de uma nota técnica, no dia 11 de junho. Segundo o documento, a variabilidade da mortalidade materna de 2020 para 2021 foi de 211%, o que representa um aumento de 3,1 vezes. 

“O Ministério da Saúde tinha interrompido a vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades sem nenhuma fundamentação. Estamos vendo índices de mortalidade materna avassaladores no Paraná e no Brasil, e a vacinação é a única forma de proteger essas mulheres de eventual morte ou resultado gravoso para ela e para o bebê”, ressaltou a coordenadora do Nudem, Lívia Brodbeck. 

A vacinação deste grupo prevê a utilização de vacinas que não contenham vetor viral, ou seja, Sinovac/Butantan (Coronavac) ou Pfizer/BioNTech (Comirnaty), pois a aplicação das doses da vacina Oxford/AstraZeneca para essas mulheres foi suspensa pelo Ministério da Saúde. 

Para ler a nota técnica, clique aqui.