Durante o mês de março, foram realizados mutirões em diversas sedes da Defensoria Pública do Paraná para atendimento exclusivo a mulheres, que receberam orientação jurídica e, quando necessário, foram encaminhadas a atendimento. O projeto marcou o Dia Internacional de Luta das Mulheres, comemorado no dia 8 de março, e foi uma parceria entre a Associação das Defensoras Públicas e Defensores Públicos do Paraná (ADEPAR), do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres (NUDEM) e da DPE-PR. Foram realizados 149 atendimentos em todo o estado. Também foram atendidas mulheres que precisavam de assistência do setor de Execução Penal.

“Os mutirões se mostraram canais importantes entre a Defensoria e as mulheres. Mais do que encaminhamento, essas pessoas receberam acolhimento. Às vezes, eram mulheres que precisavam de simples orientações sobre como buscar seus direitos”, explicou a presidenta da ADEPAR, Jeniffer Scheffer.

Em Curitiba, o atendimento ocorreu na Praça Rui Barbosa, Centro de Curitiba. Foram realizados 45 atendimentos de orientação jurídica a mulheres. “Foi uma experiência muito bem sucedida e que mostra que os órgãos precisam estar mais presentes, mais próximos do dia a dia das mulheres”, avaliou a defensora Mariana Martins Nunes, coordenadora do NUDEM, indicando a possibilidade de novas edições dos mutirões.

Em Maringá, as mulheres foram atendidas em demandas na área de Família, em uma parceria com o Centro de Referência e Atendimento à Mulher Maria Mariá (CRAMMM). “Nós entendemos que é extremamente importante esse papel não só para garantir o acesso à justiça, mas também o respeito à dignidade dessas mulheres, proporcionando um atendimento especializado e integral”, avaliou a Defensora Pública Caroline Nogueira Teixeira de Menezes.

“Podemos destacar que a Defensoria Pública está ao alcance de todos os cidadãos, mas essas ações afirmativas em favor da mulher visam a emponderá-las, abrir espaço para a igualdade de gênero e garantir visibilidade para elas, principalmente porque atendemos muitas mulheres na condição de chefe de família”, explica a Analista Jurídica Ronilda Lucena Delgado, de Guaratuba.

Em Foz do Iguaçu, os atendimentos foram feitos no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) e o evento contou, ainda, com uma palestra da Psicóloga da Defensoria Naira Frutos Gonzalez, que explicou às mulheres como funciona o atendimento da DPE-PR em casos de violência doméstica.

“Foi uma oportunidade em que a gente reforçou a atuação da Defensoria Pública na educação em direitos e não somente na questão judicial. A gente pôde levar um pouco mais da instituição para essa população em situação de violência doméstica, e, então, fazer cumprir a função da Defensoria de democratização do acesso à Justiça”, avaliou o Defensor Público Coordenador da sede de Foz do Iguaçu, Vinicius Santos de Santana.

Para a coordenadora da Defensoria em Guarapuava, Mariela Reis Bueno, o mutirão foi importante para priorizar um espaço e momento adequado ao atendimento especializado às mulheres que sofrem ou sofreram violência doméstica e intrafamiliar.

“O mutirão oferece um serviço singular, voltado exclusivamente a mulheres, como mecanismo de promoção da cidadania e protagonismo femininos por meio da orientação jurídica e educação em direitos”, avaliou a Defensora Pública Thereza Rayana de Souza Klauck, de Campo Mourão.

Já em Francisco Beltrão, o atendimento foi para sete mulheres em privação de liberdade na Cadeia Pública do município, realizado pelos Defensores Públicos Pedro Henrique Piro Martins e Renato Martins de Albuquerque.

“Em em todos os atendimentos específicos para as mulheres realizados pelas sedes, foi observada a importância da escuta e acolhimento destas mulheres pelos órgãos da Defensoria Pública, e que campanhas como estas só fortalecem as mulheres do estado do Paraná”, completou a presidente Jeniffer Scheffer.

A ADEPAR mantém o compromisso de auxiliar as defensoras e defensores públicos para que este tipo de atendimento seja cada vez mais ampliado e para que a população paranaense alcance a concretização de seus direitos!