Neste mês de dezembro, as indicações culturais foram feitas pelos defensores públicos Marcelo Diniz e Wisley Santos

Série: A escuta
Autores: David Simon, Ed Burns, George Pelecanos e David Mills

Criada pelo escritor e ex-repórter policial David Simon, a série, transmitida pela HBO, aborda o crime organizado na periferia da cidade de Baltimore, nos Estados Unidos.

“A série é impactante pelo realismo e assume contornos shakespearianos à medida que a história se desenvolve. A quarta temporada é uma das mais marcantes, o foco muda para a vida das crianças e adolescentes de uma escola que são afetados pela criminalidade e pela brutalidade policial. O enredo ainda trata das ligações entre a criminalidade organizada e a política, os sindicatos portuários e as experiências ilegais de descriminalização pela própria polícia em bairros periféricos. Recomendadíssima!”, explicou Marcelo. 

Livro: Poemas da recordação e outros movimentos
Autora: Maria da Conceição Evaristo de Brito

A obra, lançada em 2017 pela escritora negra brasileira Maria da Conceição Evaristo de Brito, traz poemas que envolvem lembranças das suas experiências pessoais e coletivas. As poesias são marcadas por críticas sociais e raciais. 

“É um livro que representa um dos grandes expoentes da literatura negra. Para nós, que estamos em um mundo jurídico, mexendo com processos, dores e sentimentos, esse livro de poesia traz uma tematização social, sentimental, familiar e religiosa bem importante. Dentre os temas também estão a pobreza, a fome, o tempo, o amor e a esperança”, ressaltou Wisley.