Imagem: RPCTV

O Nufurb (Núcleo Especializado Itinerante das Questões Fundiárias e Urbanísticas) da Defensoria Pública do Paraná, representado pelos Defensores Olenka Lins e Vitor Eduardo Tavares, está atuando em um caso de reintegração de posse no bairro Tarumã, em Curitiba.

O terreno, que abrigava cerca de 60 famílias, é do governo do Estado e foi desocupado pela polícia militar, na última segunda-feira, dia 25. Por causa da ação, muitos moradores perderam, além de suas casas, móveis e eletrodomésticos.

“Algumas pessoas estão em casa de conhecidos, outras na rua e tem até gente dormindo em carros. A Defensoria Pública, por meio do Nufurb, entrou com um requerimento pedindo para que o juiz do caso estabeleça um prazo para que governo apresente um plano de realocação para as cerca de 200 pessoas que moravam no terreno”, explicou Olenka.

Ontem, dia 27 de fevereiro, o pedido da Defensoria foi atendido pelo judiciário, que determinou o prazo de cinco dias para que o governo do Estado apresente respostas sobre o lugar onde as famílias serão realocadas e um cronograma.