A Defensoria Pública do Paraná, com o apoio da Defensoria Pública da União e do CEP (Colégio Estadual do Paraná), lança hoje, dia 15 de agosto, o projeto “Jovem Defensor”. 

A iniciativa é dos Defensores Públicos do Estado Bruno Passadore, Dezidério Machado Lima, Camille Vieira da Costa, Vitor Eduardo Tavares de Oliveira e Olenka Lins, da Defensora Pública da União Rita Cristina de Oliveira e das professoras do CEP Sônia Aparecida Casatti e Elizeth Miot.

O objetivo é incentivar jovens da rede pública de ensino a conhecerem e debaterem mais sobre justiça, direitos humanos e cidadania, por meio de aulas em vídeo ministradas pelos próprios Defensores e Defensoras. 

“A ideia é que os professores utilizem esse material que gravamos dentro sala de aula nas disciplinas de filosofia, sociologia, história e geografia. Queremos oferecer uma noção de direitos humanos para que esses jovens se tornem empoderados e com maior capacidade de participação e impacto social”, pontua o Defensor Bruno Passadore. 

Ao todo, serão dez vídeos com os seguintes temas: Estado autoritário e direitos Humanos, Democracia e Constituição, Direito de Expressão e Manifestação Intolerância e violência, Questões de gênero, Pessoas com Deficiência, Idosos e Inclusão Social, Direito de Família, Direitos da Criança e Adolescente, Saúde, Moradia e outros Direitos Sociais, Racismo Estrutural e Tutela penal e Direitos do Preso. 

“Participar deste projeto é uma experiência única e inesquecível. Poder falar de direitos humanos para jovens que começam a formar ideias sobre as suas próprias realidades e a do país, sem dúvidas, é algo com um grande potencial transformador, sobretudo, no que se refere às desigualdades sociais e à luta pela implementação de direitos”, ressalta a Defensora Olenka Lins.

Confira o projeto na prática: