Com o objetivo de debater políticas públicas voltadas à saúde menstrual, a diretora da ADEPAR (Associação das Defensoras Públicas e Defensores Públicos do Paraná), Thaísa Oliveira, participou ontem, dia 16 de setembro, da audiência pública “Pobreza Menstrual”.

A reunião, que aconteceu de forma on-line, com transmissão ao vivo no YouTube, foi proposta pelo vereador Dalton Borba (PDT).

No encontro, foram discutidos os impactos que a falta de recursos, infraestrutura e conhecimento com relação à menstruação causam para as mulheres e adolescentes em situação de vulnerabilidade no Paraná.

“Debater a pobreza menstrual é ajudar a descortinar todos os tabus e preconceitos direcionados às pessoas com útero. É urgente e necessário falar sobre isso”, ressaltou Thaísa.

Fizeram parte da audiência ainda a diretora do coletivo Igualdade Menstrual Adriana Bukowski, a coordenadora da procuradoria da mulher da Assembleia Legislativa do Paraná, Alessandra Abraão, a promotora de justiça Ana Carolina Pinto Franceschi, a representante da Secretaria Municipal de Saúde Angela Leite, a presidenta da Juventude PDT do Paraná, Diana Puehler, a presidenta da Juventude Socialista Brasileira do Paraná, Luana Florentino, e as representantes da OAB-PR Mariana Rocha e Silvana Ferreira.