Defensoras e Defensores Públicos não param: Atuação em Pato Branco/PR

As defensoras públicas do Paraná Camila Raite e Danielle Pereira, que atuam em Pato Branco, encaminharam, no dia 6 de abril, uma recomendação para a Secretaria de Educação do município e para o Núcleo Regional de Educação solicitando que os alimentos destinados à merenda escolar sejam distribuídos, durante o período de pandemia do coronavírus, para as famílias das crianças da rede pública de ensino.

“Com a necessidade do isolamento social, diversas pessoas, especialmente trabalhadores informais e autônomos, estão impossibilitadas de exercerem seus ofícios, e, consequentemente, não estão auferindo renda, o que expõe suas famílias às mais diversas vulnerabilidades, sobretudo à fome. Tal situação é agravada com a suspensão das aulas, já que os alunos ficam sem merenda escolar. Numa realidade normal, a merenda é uma importante fonte de alimentação no dia a dia de muitas famílias, em um cenário de crise torna-se ainda mais relevante”, explicou Danielle.