Aconteceram hoje, dia 10 de dezembro, durante assembleia geral ordinária, as eleições dos conselhos diretor, consultivo e fiscal da ANADEP (Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos) para o biênio 2021-2023. 

A presidenta da ADEPAR (Associação das Defensoras Públicas e Defensores Públicos do Paraná), Ana Caroline Teixeira, participou de forma on-line. 

A chapa eleita “Integração: diálogo e ação para garantia de prerrogativas e direitos” tem como presidenta a defensora pública do Acre Rivana Ricarte, que é a primeira representante da Região Norte que ocupa o cargo na ANADEP. 

Os vice-presidentes são a defensora pública do Distrito Federal Rita Lima (vice-presidente institucional), o defensor público de Minas Gerais Flávio Wandeck (vice-presidente jurídico-legislativo) e o defensor público de São Paulo Augusto Barbosa (vice-presidente administrativo).

Participação do Paraná na nova diretoria 

Dentre os integrantes da nova diretoria está a defensora pública do Paraná Thaísa Oliveira, que foi eleita para o conselho consultivo.

Thaísa foi a primeira presidenta da ADEPAR, exercendo dois mandatos. Na ANADEP, ocupou os cargos de vice-presidenta administrativa (2015/2017), vice-presidenta institucional (2017/2019) e diretora de comunicação (2019/2021).

“A ANADEP faz parte da história da Defensoria do Paraná desde a sua origem. Ajudou na elaboração da lei orgânica da instituição e participou do Movimento ‘Defensoria Já’, que articulou a criação da instituição no estado. Após a realização do I Concurso para ingresso na carreira, a associação foi fundamental para assegurar a autonomia da instituição em diversas ações ajuizadas perante o Supremo Tribunal Federal. Em que pese hoje a ADEPAR caminhe sem tantos solavancos e necessite menos da atuação da associação nacional em prol dos defensores e das defensoras do estado, é importante não deixar a história morrer. Sem a ANADEP, a Defensoria do Paraná não existiria de forma constitucional e autônoma”, ressaltou Thaísa. 

A defensora ainda destacou o fato de que pela primeira vez a Associação Nacional terá duas mulheres ocupando os cargos de presidente e vice-presidente institucional. 

“É importante frisar que a ADEPAR sempre foi presidida por mulheres e hoje, de maneira inédita, a ANADEP elegeu uma chapa cujos cargos de presidente e vice-presidente institucional são ocupados por mulheres. Não deixemos a história morrer novamente: fruto de muito diálogo e muita articulação política. Os defensores e as defensoras do país hoje são liderados por duas mulheres competentes, corajosas e trabalhadoras. Sorte a nossa”, acrescentou a defensora. 

A ADEPAR deseja uma boa gestão à nova diretoria eleita e agradece o apoio da diretoria anterior nas ações desenvolvidas em conjunto em prol das defensoras e dos defensores do Paraná. 

Clique aqui e conheça a nova diretoria da ANADEP.