Neste mês de setembro, as indicações culturais foram feitas pelos defensores públicos Renato Albuquerque e Vitor Eduardo de Oliveira.

Documentário: 43 Jovens de Ayotzinapa
Autor: Paco Ignácio Taibo

Disponível na Netflix, o documentário relata a investigação do sequestro, que aconteceu em 2014, de 43 estudantes de uma zona rural, no México. Os jovens eram conhecidos por denunciarem a participação do Governo em atos ilegais, como, por exemplo, em cartéis de venda de drogas.

“O documentário aborda uma das maiores e mais recentes violações de Direitos Humanos que chegaram na Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Além de retratar o caso e a dor dos familiares, a série documental também serve como fonte de estudo para quem quiser conhecer um pouco mais sobre a atuação da Comissão Interamericana”, destacou Renato.

Livro: O sol ainda brilha
Autor: Anthony Ray Hinton

O livro é um depoimento pessoal de Anthony Ray Hinton que, em 1985, foi preso injustamente por dois assassinatos cometidos no Estado do Alabama, nos Estados Unidos. Anthony passou 30 anos na prisão e foi condenado à cadeira elétrica.

“É uma obra muito interessante que mostra a falha do sistema de justiça através da experiência de uma pessoa que foi injustiçada. É um livro que também fala sobre esperança e outras reflexões”, ressaltou Vitor.